18 março 2016

"Que a Memória Não se Apague"

O auditório do Fórum Cultural esteve de lotação esgotada para a estreia do documentário "Que a memória não se apague", centrado na temática do contrabando praticado na raia durante largos anos. Um contrabando em nada semelhante ao contrabando dos dias de hoje, que em nada tem a ver com a destruição dos princípios da moral e dos bons costumes. Praticado durante um período de grandes dificuldades económicas, é atualmente símbolo de património imaterial, que marca a memória do povo raiano e fenómeno social para investigadores. O transporte de cargas pesadas buscando a dignidade de mais um bocado de "côdea" para alimentar os seus filhos, foi a solução encontrada por muita gente, comprometendo por vezes a própria vida.

 

O documentário rodado durante o ano de 2015, numa produção da Câmara Municipal e a Madimagem, contou com a colaboração de ex contrabandistas e ex guardas-fiscais do concelho que contribuíram com o seu testemunho para memória futura. Para as filmagens de recriação, participou um número significativo de figurantes, também do concelho de Alandroal. Todos eles estiveram presentes na belíssima estreia.